[ editar artigo]

A importância de valorizar o erro

A importância de valorizar o erro

Como você lida com os seus erros? Como você lida com os erros dos seus alunos? Como você ajuda seus alunos a lidarem com os erros?

Eu já tive alunos muito bons e estudiosos que esqueceram de passar uma prova à caneta por causa do nervosismo, do medo de errar e por serem exigentes consigo mesmos.

Precisamos entender que os alunos podem se beneficiar de cometer erros (e corrigi-los). E podemos começar abordando isso de forma relativamente simples em sala de aula. Por exemplo, ao invés de fazer perguntas e apenas fornecer as respostas corretas, uma alternativa pode ser discutir com os alunos os erros mais comuns, bem como explorar os diferentes caminhos possíveis para se chegar à resposta correta.

A aprendizagem real geralmente não é fácil. Métodos de ensino centrados em erros podem tornar o aprendizado mais desafiador, mas também podem ser mais motivadores exercitando a capacidade de pensar sobre seu pensamento e a crença em sua capacidade de realizar uma tarefa.

Vários estudos sugerem que quanto mais confiante você estiver na resposta errada, maior será a probabilidade de se lembrar da resposta certa depois de ser corrigido.

A partir da ocorrência de um erro, podem ser identificados três tipos distintos de comportamento:

  • Afastar-se e culpar outra pessoa, como por exemplo o professor.
  • Seguir em frente e olhar além do erro, evitando encarar o erro ou apenas ignorando-o.
  • Normalização da situação e autocuidado, entendendo que errar faz parte do processo de aprendizagem e identificando o que levou ao erro

Em qual desses perfis comportamentais você acha que os indivíduos são mais propensos a aprender?

Como ajudar os alunos a lidarem com um erro percebido?

  • Ajustando o contexto: Alguns alunos aprendem melhor resolvendo problemas em grupo, enquanto outros preferem fazer isso sozinhos.
  • Encorajando a persistência. Persistência pode ser aprendida, e nós professores temos muita influência sobre nossos alunos.
  • Encorajando-os a serem gentis consigo mesmos ao invés de se compararem com os colegas.
  • Construindo relações positivas, deixe claro que você acredita no potencial deles.
  • Focando na resiliência.

Você já tinha parado para pensar na importância de valorizar o erro? Você trabalha isso com seus alunos?

Ler conteúdo completo
Indicados para você